Tecendo seu estilo.

O primeiro passo para aquele controle de qualidade que falamos no post Tirando os monstros do armário, é conhecer os tecidos que vão nas suas roupas.

Um bom tecido faz toda a diferença na aparência, no caimento, no acabamento, na duração, no brilho, aparecimento de bolinhas, elasticidade, odor, se a roupa vai parecer boa, e, na retenção de calor.

Como falamos antes, a regra é, virar a roupa do avesso. Todas as roupas possuem uma etiqueta interna na qual se encontram as especificações do tipo de fibra presente no tecido, sua porcentagem e a forma correta de lavar.

Eu sei que o normal é a gente se livrar das etiquetas, porque geralmente elas incomodam, mas antes de comprar não deixe de levar em conta esses dados e antes de cortar a etiqueta anote as recomendações de lavagem, o que fará com que sua roupa dure muito mais.

Image

Image

O resultado de um tecido é a combinação da fibra, da liga e da trama. Isto resulta em uma infinidade de tecidos, além, é claro, dos processos de tingimento, que dão aos tecidos infinitas cores.

Existem 3 tipos de fibras:

as naturais

as artificiais

as sintéticas

Nós recomendamos o uso sempre que possível de fibras naturais. Quando não for 100%, pelo menos 50%. Isso vai garantir mais qualidade às suas roupas, elas vão durar mais e vão ter melhor aparência.

As fibras naturais têm melhor condutividade térmica, o que faz com que sejam mais agradáveis às temperaturas. Mantêm a temperatura do corpo tanto no frio, quanto no calor.

As principais fibras naturais são:

Seda – resultado de um processo que desfia o casulo de uma larva – bicho da seda – tem um excelente brilho e caimento, é maleável, agradável ao toque, durável e mantém a temperatura do corpo. Pode ser usado tanto no inverno quanto no verão. Combinada com outras fibras naturais como algodão, linho ou lã, forma lindos tecidos de caimento impecável. Nossos favoritos!

Image

Algodão –  processada por meio da fruta do algodão. É uma fibra que absorve bem o suor, é agradável, bom isolante térmico, confortável, de bom caimento e durável. Como seu acabamento geralmente é fosco, tem grande utilidade na confecção de tecidos lisos, e pode ser misturado com outras fibras, combinando suas propriedades.

Image

– fibra obtida pelo processamento dos pelos de alguns animais, geralmente a ovelha. A lã angorá, por exemplo, é de pelo de gatos e coelhos de uma região específica da Pérsia. É um excelente isolante térmico, agradável ao toque, maleável, elástico e não amassa. Também costuma ser combinado com outras fibras, dando excelentes resultados. As lãs não se restringem ao tricô ou às malhas, quem não se lembra do famoso Tweed dos casaquinhos Chanel?

Image

Linho – é uma fibra obtida de uma planta com o mesmo nome. Tem a vantagem de proteger contra os raios UV, sensacional, não? É usado em peças elegantes e confortáveis. É muito resistente e muito absorvente, quase não dá pra ver manchas de molhado nele. O linho retornou com tudo, com acabamentos resinados e metálicos, que apareceram em várias passarelas. É uma fibra que pode aparecer misturada com outras fibras naturais como a lã, neste caso para deixá-lo melhor no isolamento térmico.

Image

Agora que vocês já sabem das vantagens das fibras naturais, vamos prestar mais atenção ao que comprar pra vestir, certo?

Olho vivo!

– As fibras naturais tendem a ser mais caras, já que o processo de produção é muito mais complexo e demorado que o das fibras sintéticas. Mais um motivo pra vocês ficarem de olho, pra ver se a peça vale o que custa! Se for mais cara deve ser de tecido melhor, os sintéticos raramente valem um custo muito alto.

Pra não levar gato por lebre!

Beijos nossos

Confraria do Estilo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s